"A política portuguesa é uma máquina de não fazer nada"

19

Jan

"A política portuguesa é uma máquina de não fazer nada"

A frase é de Henrique Neto que volta a a sublinhar que no país é preciso mudar muito, sob pena de economia colapsar. O candidato esteve no centro de Setúbal a apelar ao voto. Não era dia de mercado em Setúbal, mas Henrique Neto percorreu as ruas do centro da cidade, e foi entrando em cafés, lojas e até farmácias. A jornalista Joana de Sousa Dias acompanhou Henrique Neto pelas ruas de Setúbal Sempre ao lado de Ribeiro e Castro, o candidato presidencial não passou despercebido e foi quase sempre reconhecido por quem passava. Voltou a falar do "descrédito no sistema político português, tanto por parte dos empresários portugueses, como também pelos empresários estrangeiros". E realçou que "a política portuguesa é uma máquina de não fazer nada". Ainda assim, Henrique Neto reconheceu que o governo tem feito um trabalho positivo, ao "devolver rendimentos que tinham sido cortados" mas critica a atuação do atual executivo que continua a "empurrar a barriga com a dívida". Junto ao monumento de Bocage, em Setúbal, Henrique Neto sublinhou a independência do poeta que falta a muitos candidatos durante esta campanha presidencial.